Congresso iluminado - Bruno Cavalcanti

A celebração do 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT foi especial neste domingo. Pela primeira vez, o Congresso Nacional recebeu iluminação com as cores do arco-íris. A iniciativa foi do festival Brasília Orgulho, que inclui a parada LGBT da capital federal. 

A partir de 20h15 e por 30 minutos, a casa do Poder Legislativo federal foi iluminada com muitas cores e frases tais como diversidade, orgulho LGBT, casa do povo e democracia.

O Brasília Orgulho elaborou a ação porque a 23ª edição da marcha, que sai justamente da frente do Congresso Nacional, foi suspensa devido à pandemia. A iluminação foi forma de não deixar a data sem celebração.


A proposta foi elaborada pelo cocoordenador do Brasília Orgulho, Welton Trindade, e pelo produtor Igor Albuquerque, do Bar Birosca e da agência Balada em Tempos de Crise. A ação foi custeada por meio de doações e custou cerca de R$ 4 mil. 

A autorização junto ao Congresso Nacional foi obtida pelo senador gay assumido Fabiano Contarato (Rede-ES) e pelo assessor parlamentar Eliseu Neto, do partido Cidadania.

A repercussão foi ampla. Dentre as personalidades que compartilharam vídeos e fotos da iluminação estão as jornalistas Andréia Sadi e Miriam Leitão, o senador Randolfe Rodriques (Rede-AP) e o ministro do STF Gilmar Mendes. Veja vídeos no Instagram do Brasília Orgulho. As fotos são de Bruno Cavalcanti.