Foto Ilustrativa:reprodução

De acordo com o Instituto do casal, hoje em dia, os relacionamentos são levados a níveis bem diferentes do que os considerados comuns. Monogâmico, sério ou fechado são grandes exemplos de referências disso.

O poliamor por exemplo, é um tipo de relacionamento no qual a pessoa é livre para amar quantas pessoas ela quiser. Independente da quantidade, o que prevalece é amar.

Monogâmico é a pessoa que mantém o amor sexual com uma única pessoa. O relacionamento aberto é o casal que usa a liberdade para ficar com outras pessoas, já o trisal é uma relação que está ganhando cada vez mais força e apoiadores. Aqui ao invés de ter uma, ou duas pessoas na relação, três pessoas se unem e celebram o amor. Flexissexuais são pessoas que não ligam para gêneros, e também temos os Swigers, que são pessoas que aceitam que seus parceiros façam trocas em casas sexuais.


As pessoas estão, cada vez mais inovando o modo de se relacionar. O que importa, na verdade é o amor. A psicóloga do Instituto Denise Figueiredo, afirma que as pessoas se demonstram cada vez mais abertas a novas experiências.