Douglas Souza, do vôlei, faz desabafo: “Héteros não se assumem. Temos que parar com a ideia de que gays precisam”

Em entrevista à ESPN, o atleta afirmou que não teve problemas em sua carreira ao assumir a sua homossexualidade

Publicado em 11/10/2021 22:23
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (11), com o Dia Internacional de ‘Sair do Armário’, o ponteiro da Seleção Brasileira de vôlei, Douglas Souza, falou sobre os tabus em torno da orientação sexual. Em entrevista à ESPN, o atleta afirmou que não teve problemas em sua carreira ao assumir a sua homossexualidade para o público.

“Foi muito tranquilo porque acho que desde sempre eu já sabia que eu era gay, então quando eu tinha uns 10, 11 anos de idade, você está na pré-adolescência e começa a ter interesse por outras pessoas, foi quando eu reparei que o homem me atraia mais do que a mulher”, contou Douglas.

O ponteiro também refletiu sobre a diferença entre homossexuais e héteros sobre suas preferências e destacou que sua sexualidade não deveria influenciar no seu ambiente profissional. “Heterossexuais não se assumem. Precisamos também parar com essa ideia de que gays devem se assumir. Acho que a sua sexualidade, independentemente de qual seja, não vai influenciar no seu ambiente de trabalho, ou pelo menos é assim que deveria ser”, falou.

Em tempo, no mês passado, Douglas Souza revelou ter sofrido homofobia em aeroporto na Europa. “No controle de passaporte perguntaram o que eu faria na Itália, eu disse que seria jogador de vôlei e o Gabriel era meu namorado. Logo, a fisionomia dele mudou na hora e o tratamento também. Ele perguntou o que ele faria lá, eu mostrei o documento de união estável, eu disse que ele iria me acompanhar e trabalhar”, desabafou o atleta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar