As inscrições começam no dia 15 de julho e vão até o dia 24 (Foto Ilustrativa)
Bandeira Trans (Foto Ilustrativa)

Pessoas transgêneros e portadoras de HIV/AIDS poderão solicitar gratuitamente apoio jurídico, psicológico e de assistência social, caso sejam vítimas de discriminação durante o Carnaval do Rio de Janeiro.

O serviço será disponibilizado através do núcleo TransVida, administrado pelo Grupo pela Vidda-RJ, ONG que luta pelos direitos da comunidade LGBTQIA+ há mais de 30 anos na cidade.

Para os interessados, os serviços já serão disponibilizados a partir deste sábado (2), através do WhatsApp (21) 99810-0012. Caso o local da denúncia tenha sido na capital, equipes podem se deslocar e fazer o acompanhamento de perto.


Conforme informações da Agência Brasil, a advogada transexual Maria Eduarda Aguiar, que preside o Grupo Pela Vidda, afirma que o atendimento será feito de forma humanizada e por profissionais preparados para atender ao público-alvo do programa.