Andrzej Duda presidente da Polônia (Reprodução)
Andrzej Duda presidente da Polônia (Reprodução)

Na busca pela reeleição, Andrzej Duda, atual presidente da Polônia, conseguiu apoio o suficiente para avançar ao 2º turno das eleições, com 43,7% dos votos. Ele tem causado polêmica com pautas anti-LGBT.

O principal adversário político de Duda foi o prefeito de Varsovia, Rafal Trzaskowski, que garantiu 30,4% dos votos. O segundo turno da eleição está marcado para 12 de julho.

“Escolhemos entre futuro e passado. Entre a honestidade e os que querem expropriar o Estado. Entre a verdade e os que querem se basear na manipulação. Disso tratam estas eleições. E o mais importante: vocês decidem se teremos um presidente forte que olhará para as autoridades, ou um presidente que infelizmente nem sequer respeita sua assinatura”, disse Trzaskowski após o resultado.


Rafal Trzaskowski é um político liberal do partido de centro-direita, que tem chamado atenção da população local por ter inserido pautas LGBTs na educação de seu município.

Caso seja eleito no próximo dia 12, Duda pode gerar uma certa instabilidade política na União Europeia. O grupo já anunciou que não apoia as pautas LGBTfóbicas do presidente e afirma que a atitude é “escandalosa”.