Com medo da homofobia, homem de 49 anos se isola em cemitério

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 49 anos, Lorival Francisco decidiu deixar a sua vida de lado em Joinville (SC), e partir para um cemitério abandonado na cidade de Garuva. Segundo ele, o motivo foi para se esconder da homofobia.

Com medo de tudo, ele tomou a decisão de se afastar da sociedade. “Eu me isolei do mundo para viver o meu mundo, a minha história. Eu queria viver aqui sozinho por causa da homofobia”, disse ele em conversa com o Folha Norte SC.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Ele é uma pessoa muito legal, assim, ele vem aqui, me ajuda, ele faz as coisas pra mim, e aí eu dou um dinheirinho pra ele que é uma pessoa muito de confiança”, disse dona Fátima, uma senhora de 60 anos que se contenta com os serviços prestados de Lorival.

Em tempo, falando sobre homofobia, alguns jogadores da Alemanha se uniram contra o crime. “Não existe mais espaço na sociedade para tolerar qualquer tipo de discriminação. Injúria racial, racismo, homotransfobia são crimes e, dentro dos estádios não pode ser diferente”, disseram.

Confira:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio