Megan Fox admite que teve problemas psicológicos após sexualização em
Megan Fox admite que teve problemas psicológicos após sexualização em "Garota infernal" (Foto: reprodução)

Garota Infernal, filme de 2009 que fez, posteriormente, um barulho astronômico, causou muita controvérsia. Megan Fox, em entrevista ao Collider, comentou o motivo pelo qual o filme não fez sucesso no momento de sua divulgação.

“Fiquei sabendo que ‘Garota Infernal‘ tem feito bastante sucesso entre os jovens, atualmente. Eu sabia que o filme era um sucesso… Só levou bastante tempo para isso acontecer, não é? Um sucesso tardio. Eu acho que o marketing não favoreceu o filme, na época“, disse.

“Todos nós ficamos surpresos – e me refero a mim, Karyn [Kusama], Diablo [Cody] e os principais atores – pela forma como o estúdio divulgou aquele filme… ‘Garota Infernal’ é uma sátira sutil e hilariante, mas venderam o filme como um suspense dramático, eu também ficaria irritada se estivesse esperando uma coisa e me entregassem outra. Veja só, a ideia era brilhante e Diablo é muito talentosa. Acho que não era o momento, mas as pessoas estão redescobrindo a história através dos streamings“, continuou a atriz.


Ainda sobre a trama, Megan Fox destacou que teve muitos conflitos em decorrência da sexualização de sua personagem. O filme, cujo beijo em Amanda Seyfried causou um barulho estrondoso, fez fox sucumbir à pressão. “Não foi apenas durante esses filmes, foi em todos os dias da minha vida, o tempo todo, em todos os projetos em que trabalhei. Achei que estava enlouquecendo. Foi um transtorno real.”, explicou.