Coletivo LGBT do Corinthians publica carta aberta sobre falta de diálogo com clube, e recebe resposta em nota

Fiel LGBT divulgou carta aberta apontando falta de diálogo com o clube sobre as últimas reuniões

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última segunda-feira (03), o Coletivo Fiel LGBT, que torce para o time do Corinthians, usou suas redes sociais para fazer uma carta aberta, apontando a falta de retorno do clube em relação às ideias que foram apresentadas em reunião com a diretoria do clube, que aconteceu no dia 16 de janeiro.

Através de um texto nas redes sociais do perfil da Fiel LGBT, o coletivo enviou uma proposta do uso de uma faixa para exibição na Neo Química Arena e na Fazendinha, nos jogos de futebol dos times masculino e feminino. Além do mosaico da Gaviões da Fiel, havia faixas e bandeiras de outras torcidas organizadas do clube. Os torcedores relataram “insatisfação com a falta de retorno do clube”. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, o coletivo relembra que “após o episódio da publicação homofóbica direcionada aos torcedores do São Paulo Futebol Clube, fomos chamados para conversar e levar nossas ideias para serem analisadas, algum tempo se passou e não tivemos retorno”.

Após a carta aberta, a repercussão foi rápida, e a conta oficial do clube no Twitter logo se posicionou, rebatendo e dizendo que o departamento de responsabilidade social não foi procurado e que recebia com surpresa a carta aberta.

Veja a carta aberta da Fiel LGBT:

“INSATISFAÇÃO

Carta aberta ao Sport Club Corinthians Paulista, pelo coletivo FIEL LGBT, onde temos a finalidade de obtermos respostas e demonstrar nossa insatisfação com a falta de retorno do clube para com nossas tentativas de comunicação, que até o momento não foram respondidas.

Narrando os fatos, temos o seguinte:

-Após o episódio da publicação homofóbica direcionada aos torcedores do SPFC, fomos chamados para conversar e levar nossas ideias para serem analisadas, algum tempo se passou e não tivemos retorno;

-Enviamos uma proposta do uso da nossa faixa para exibição na Arena e Fazendinha, e não tivemos retorno;

-Desde a nossa criação não recebemos reconhecimento nenhum por nosso trabalho.

Esses são alguns dos motivos para nossa insatisfação. Sabemos das dificuldades atuais, porém existem departamentos e cada um cuida da sua área e só precisamos no momento do MARKETING e RESPONSABILIDADE SOCIAL, quanto a faixa, nós iremos produzir sem que o clube gaste com ela.

Atenciosamente, coletivo FIEL LGBT”

A resposta do clube Corinthians:

“O Sport Club Corinthians Paulista recebe com surpresa a carta aberta do coletivo Fiel LGBT, publicada nas redes sociais.

Na reunião realizada em janeiro, ainda nos primeiros dias da atual gestão, ficou combinado entre o Clube e o coletivo que o ponto focal para o diálogo sobre temáticas sociais era o Departamento de Responsabilidade Social do clube.

Estarrece-nos, portanto, que o referido departamento não tenha sido sequer contactado antes de o grupo tomar a atitude pública desta manhã, em suas redes sociais, o que pudemos verificar em sindicância interna.

Nada disso colabora para o avanço das sugestões encaminhadas ao clube. Apenas causa desgaste desnecessário a uma instituição que permanece fiel à sua História de luta pela igualdade, bem como a uma gestão atenta aos debates democráticos do presente, conforme demonstram nossas recentes manifestações sobre o tema LGBT.

Atenciosamente, Sport Club Corinthians Paulista”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio