Clima BBB21: Ariadna Arantes diz: “Quando se trata de LGBTQ+ a letra T não tem espaço”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Muito autêntica e destemida, a modelo Ariadna Arantes logrou-se como a primeira mulher trans dentro do BBB. Sabemos que a sociedade ainda é resistente com a representatividade, mas algumas personalidades, com muita luta e expressão, vêm tentando conquistar seus espaços.

Em entrevista ao Observatório G, a ex-BBB e influenciadora avaliou o cenário atual e destacou o olhar social sobre pessoas trans. Segundo ela, dentro da comunidade também há muitas represálias.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A sociedade é seletiva. Quando se trata de LGBTQI+ todas as siglas têm seus espaços menos a sigla T, que para sociedade não serve de nada. De todas essas personalidades e influenciadores que temos, qual marca de maquiagem, Cosméticos em geral, roupas, comida e etc estão associadas a nós? Quando foi que vocês viram uma mulher trans fazendo um comercial na TV, ou com um programa na TV? Uma apresentadora? A sociedade é hipócrita e até mesmo a comunidade em si nos trata com inferioridade. Então, a empatia é seletiva”, disse.

Acerca de como podemos contribuir para minimizar o preconceito, Ariadna foi enfática – “Dar oportunidades e emprego para jornalistas trans. Fazer matérias sem rótulos: ‘modelo trans Ariadna’; ‘Ex-bbb trans Ariadna’. Isso é péssimo, estamos em 2021, e rótulos nos prejudicam e nos diminuem”, falou.

“Publicidades com mais pessoas trans em todos os setores. Isso sim ajudaria na contribuição da dignidade de mulheres como nós. Somos seres humanos e merecemos oportunidades e respeito por igual”, bradou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio