Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: Wikkimedia Commons)

O Centro de Cidadania LGBT de São Bernardo, a Casa Neon Cunha, ganhou uma nova diretora. Desse modo, a presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos), Symmy Larrat assumirá o cargo.

 “Nossa expectativa é que a casa possa fazer algo positivo. Temos pessoas sendo expulsas de casa ou sofrendo violência em seu ambiente doméstico. O preconceito as deixa vulneráveis, sem acesso à educação, à saúde, então queremos que a casa possa amenizar esse impacto tão violento”, disse ela.

Sobre implementar mudanças, Symmy foi enfática:“Queremos chegar a 32 vagas com hospedagem e outras 20 para oferta de cursos e formações, com apoio psicológico e assistencial”, explicou.  


Vale frisar que centros de Cidadania LGBT+ que intentam acolher a comunidade estão ganhando cada vez mais espaços Brasil afora. O estado do Rio de Janeiro, por exemplo, acaba de inaugurar mais dois centros de Cidadania LGBTQ+.