O gasto de turistas LGBTs é 30% maior em relação a outros viajantes (Ilustrativa)
O gasto de turistas LGBTs é 30% maior em relação a outros viajantes (Ilustrativa)

Com o intento de obter uma capacitação eficiente sobre o turismo LGBT+, a Câmara de Comércio e Turismo LGBT criou o LGBT Travel Digital Connecting. Além da certificação, o evento contará com debates do tema. Será necessário fazer o registro na plataforma Bureau Mundo. Depois basta acessar a página do evento.

Os destinos serão Jungfrau (Suíça), Espanha, Mônaco, Noruega e Seychelles. “Nosso evento foi criado para ser além das lives de debates que já estão acontecendo. Temos a preocupação não só de apresentar o segmento, mas, principalmente, qualificar os profissionais do Turismo para trabalhar com o Turismo LGBTI+”, explica o presidente da Câmara LGBT do Brasil, Ricardo Gomes.

Pro destino é importante saber que o profissional está mais preparado para vender todas as possibilidades que ele oferece. O profissional mais qualificado entende outras oportunidades de negócios e gera muito mais resultados”, avalia a representante dos destinos, Gisele Abrahão.


Vale frisar que o turismo LGBT é um tema que suscita reflexões. Empresas que se intitulam gay friendly e trans friendly, ou seja, que são hospitaleiras e respeitosas com o público LGBT, são mais buscadas em épocas de lazer.