Transfobia (Reprodução)
Transfobia (Reprodução)

Uma pesquisa divulgada pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) nesta quarta-feira (29), Dia da Visibilidade Trans, mostrou que o Brasil registrou cerca de 124 morte de transgêneros no último ano. As informações são da Agência Brasil.

De acordo com organização, em apenas 11 dos casos os suspeitos de terem cometido os crimes foram identificados. No relatório, a Antra faz um alerta também para o problema da subnotificação já que a real motivação dos crimes nem sempre é explicitada.

O resultado mostrado pela pesquisa revela que os assassinatos à pessoas trans teve uma queda de 24% em relação ao relatório do ano anterior, que registrou 165 casos de homicídios, no entanto, o Brasil segue sendo o 1º do ranking de quem mais mata transexuais no mundo.


“Mesmo com a queda aparente nos números nos dois últimos anos, não notamos nenhuma diferença significativa no dia-a-dia da vida das pessoas trans. Os números se mantêm acima da média, que assegura ao Brasil o 1º lugar no ranking dos assassinatos durante últimos 10 anos”, disse a Antra.

No estudo divulgado pela organização, o governo brasileiro é criticado pela falta de políticas públicas voltadas apara a população trans no ano de 2019. Além disso, é apontado que a maioria das vítimas são negras e jovens de 15 a 29 anos.