Jair Bolsonaro (Foto: reprodução)
Jair Bolsonaro (Foto: reprodução)

Sem máscara e novamente dentro de aglomerações, o presidente Bolsonaro fez um comentário que repercutiu negativamente. Para não perder o hábito, o presidente, novamente, fez uma ‘brincadeira’ com o termo ‘boiola’, mas desta vez se categorizou como tal em forma de indagação.

A declaração foi proferida hoje, em sua primeira visita oficial ao Maranhão. Saindo da capital São Luís rumo à cidade de Imperatriz (MA), o político achou conveniente brincar com a cor rosa da bebida Guaraná Jesus.

Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”, disse o presidente entre risos. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí, quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”, acrescentou. A fala logo difundiu nas mídias.


Confira aqui alguns vídeos.

Recentemente, a juíza Amalia Regina Pinto, da 6ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, julgou improcedente a ação movida pelo presidente Bolsonaro. Chamado de machista, homofóbico e racista, o político sentiu-se ofendido e resolveu recorrer à justiça em 2018, mas saiu sem êxito.