Nathy Colcci, conhecida como Blogueirinha da Favela (Reprodução/Instagram)
Nathy Colcci, conhecida como Blogueirinha da Favela (Reprodução/Instagram)

A blogueira Nathy Colcci, conhecida como Blogueirinha da Favela, usou seu perfil do Instagram nesta sexta-feira (16), para denunciar um caso de homofobia e racismo que sofreu de uma empresa em Salvador.

O caso se iniciou após a loja Perla Modas Infantil ter aberto vaga para influenciadores da cidade iniciarem parcerias. No entanto, após Nathy entrar em contato, ela foi negada “por não ter o perfil”.

Nathy é casada com outra mulher, na qual está gravida. Na tentativas de saber qual seria o motivo por não se encaixar no perfil dos influenciadores, a marca afirmou que ela “não tinha um perfil agradável”.


“Meu bem, não tenho interesse em fechar a parceria no momento. Trabalho com crianças e acho que você e sua esposa não seria uma boa influência para crianças […] não achei seu perfil agradável, é complicado. Você também é negra e lésbica, não passa uma boa imagem para meus seguidores e seus pais, meus clientes”, escreveu a loja.

Após a repercussão do caso nas redes sociais, a marca trancou o perfil da loja no Instagram. Através dos stories, Nathy afirmou que pretende entrar na justiça e lutar pelos seus direitos.

“Quem me conhece sabe q jamais ia deixar barato as coisas q ela falou, só q pegou no oculto e no profundo não tive nem palavras nem p xingar, nunca imaginei q isso fosse acontecer cmg, real mesmo. A verdade é q não estamos imune a nada disso”, escreveu a blogueira no Instagram.