Big Brother de Portugal gera revolta após escalar participante homofóbico

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Big Brother Portugal 2020 mal começou e já virou alvo de polêmicas. A produção do reality está sendo acusada por alguns internautas de supostamente transformar homofobia em entretenimento.

O caso se iniciou após o programa teoricamente apostar em conflitos envolvendo à diversidade. Isso porque a produção escalou dois participantes abertamente gays e um abertamente homofóbico.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante sua apresentação, Pedro Alves demonstra naturalidade e falou abertamente que “é um pouquinho homofóbico”. Segundo o rapaz, ele teria aprendido a conviver com gays após conhecer os amigos da ex-namorada.

“Desta vez a [emissora] TVI quis ir mais longe e avisou que vinha lá circo, porque vai fechar na mesma casa um homofóbico e dois gays. Que bonito! Eu julgava que a homofobia era proibida… É pena não terem posto três skinheads e dois negros”, ironizou um internauta.

O BB Portugal estreou no último domingo (26), e, desde então, famosos e anônimos do país têm aderido à campanha “Fora Pedro Alves” nas redes sociais. O caso tem se tornado um dos assuntos mais comentados das redes sociais.

https://twitter.com/JoseCasteloBra2/status/1254553195554242561
https://twitter.com/BlinkManobann/status/1255282472780279808
https://twitter.com/jjk_28LY/status/1254558239993315332
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio