BBB 21: Gilberto revela que sofria bullying por ser gay e evangélico: “Dizia que eu namorava com morto”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No agito de comemoração ao Dia Internacional das Mulheres, celebrado nesta segunda-feira (8), os brothers do confinamento global BBB 21, aproveitaram para falar sobre o tempo de escola. Durante o papo, alguns dos participantes revelaram que sofreram bullying dos colegas.

Na vez de Gilberto, o graduando de economia relembrou o passado e revelou momentos traumáticos que sofreu nos tempos de escola. Segundo informações do Observatório da TV, Gil contou que sofreu bullying por ser gay e evangélico: “Eu sofri muito bullying amiga por ser bicha e por ser da igreja, eles gritavam: ‘Ah você é dos mortos, dos mortos’ O povo da escola falou que eu ia pro cemitério, e trazia morto pra escola. O povo da escola dizia que eu namorava com morto“.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na adolescência até a fase adulta, Gilberto era missionário da igreja mórmon, mas, se afastou da religião quando assumiu a homossexualidade e decidiu participar do “BBB 21”. No reality, Gil está ganhando favoritismo entre o público fãs, telespectador do programa.

Quem também revelou que sofreu bullying na adolescência foi a participante Camilla de Lucas. Ao se reunirem na sala para lembrarem dos momentos traumáticos que sofreram na escola, ela revelou: “Eu sofri um bullying pesado. Teve uma vez que eu almocei sozinha. Eu dei várias voltas em volta da escola até achar um lugar pra comer. O pessoal me encontrou e jogou várias coisas em mim e puxavam meu cabelo“. A youtuber ainda disse que precisou passar no psicólogo devido a situação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio