O jovem foi agredido por estar com a blusa entre aberta (Reprodução)
O jovem foi agredido por estar com a blusa entre aberta (Reprodução)

A Justiça de São Paulo condenou um restaurante de Guarulhos por danos morais, após um jovem gay ser vítima de preconceito no estabelecimento. A empresa terá que pagar R$ 25 mil. Com informações do Jornal Jurid.

O cliente alega que foi alvo de homofobia por seguranças do restaurante, após se negar a seguir uma suposta regra do estabelecimento, onde não poderia estar com uma camisa entre aberta.

Ao se negar abotoar a camisa, o jovem ouviu xingamentos de cunho homofóbico e foi expulso do local. A vítima ainda relatou que chegou a passar mal e, mesmo assim, houve tentativa de agressão por parte dos seguranças.


Em sua decisão, o juiz Artur Pessôa de Melo Morais, da 5ª Vara Cível da Comarca de Guarulhos, afirmou que “ainda que o requerente estivesse, efetivamente, com parte de sua blusa aberta, nada justificaria o ataque e o desrespeito perpetrado pelos prepostos da casa”.