Protesto Polõnia
Protesto Polônia (reprodução)

Conforme já reportamos, a Polônia está passando por um momento conturbado. Ativistas foram às ruas para mostrar que não concordam com as políticas tradicionalistas e as posições preconceituosas do novo presidente, Andrzej Duda.

Após a prisão de uma ativista do movimento da diversidade, conhecida como Margot, milhares de pessoas protestaram neste sábado (8) por toda a Polônia em solidariedade à comunidade LGBT e contra a violência policial.

“Nos reunimos para protestar juntos contra a violência e a homofobia sistêmica”, “Empatia, solidariedade, ação!”, dizia um dos cartazes. “Você nunca caminhará sozinha!”, declarou um militante em referência à ativista.


“Peço a libertação imediata da ativista LGBT Margot. A ordem de prendê-la por dois meses envia um sinal muito assustador para a liberdade de expressão e os direitos dos LGBTs na Polônia”, escreveu Dunja Mijatovic, a comissária dos Direitos Humanos do Conselho Europeu.