Assassinato de pessoas trans aumenta em 39% no primeiro semestre de 2020

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A violência com a população transexual no Brasil neste ano, acaba de chegar em 39%, segundo o levanto feito pela ANTRA ( Associação Nacional de Travestis e Transexuais). A porcentagem representa 89 casos de assassinatos durante janeiro até o final de maio.

Com um número crescente, é nítido que a falta de proteções pela pessoas trans em todos os estados, provoca ainda mais medo e inseguranças na população, que em diversas categorias, vem sendo pouca representada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O levantamento foi feito entre janeiro deste ano, até o dia 25/05, e teve a sua publicação original, no dia 28/06, no qual é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+. Como se não bastasse o número crescente apresentado, o levantamento também resultou, que 94% das pessoas trans, já foram vítimas de violências, segundo o Põe na roda.

Depois do levantamento apurado no primeiro semestre, novos casos de agressões são constantes, como por exemplo, a transexual Renata Ribeiro Marque que foi simplesmente queimada, por um suposto cliente, em Brasília.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio