“As girafas são bissexuais”; Zoo de Munique se une à semana do Orgulho LGBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Para explicar que o amor entre pessoas do mesmo sexo não é uma exclusividade dos seres racionais, o Zoo de Munique participou da semana do Orgulho LGBT. Desse modo, houve um destaque da vida íntima de todas as criaturas, grandes ou pequenas.

“Para nós, é importante falar da homossexualidade no reino animal e mostrar que o amor entre sujeitos do mesmo sexo ocorre na natureza”, afirmou o porta-voz do zoológico de Munique, Dennis Spaeth.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Infelizmente, cada vez mais vemos mais gente na Alemanha da direita reacionária que ataca os direitos do [coletivo] LGTBQI [lésbicas, gays, transsexuais, bissexuais, queer, intersexuais]”, completou.

Já é um fato notório que vários estudos já ratificaram a homossexualidade no reino animal. Nesse contexto, o estudo faz referência a evidências de comportamentos homossexuais e bissexuais relatados. Estes comportamentos englobam namoro, afeição, parentalidade e até ato sexual entre animais do mesmo sexo.

Dentro do respectivo Zoo, a primeira Parada do tour do Orgulho LGBT foi na área das girafas. “As girafas são bissexuais. Em alguns grupos, 90% dos atos observados são, de fato, homossexuais na natureza”, explica o biólogo Günter Strauss.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio