Após rumores, Juliana Paes afirma: “não sou bolsominion”

Atriz desabafou sobre o atual governo

Publicado em 3/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Juliana Paes defendeu a médica Nise Yamaguchi, que marcou presença em uma reunião da CPI da Covid. Após a atriz ser detonada, ela compartilhou em suas redes sociais um vídeo em que afirma não concordar com as atitudes de Jair Bolsonaro.

“Tenho críticas severas a este que nos governa, mas tampouco quero que a oposição que está presente no momento assuma o governo. Eu estou em um ambiente em que não me sinto representada por ninguém”, iniciou ela no post de desabafo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, ela afirmou não fazer parte de nenhum ”polo’ político. “Eu não admito ser colocada em nenhum desses dois polos. Não quero contribuir para essa polarização doentia. Não nesse momento obscuro, onde o ódio reverbera mais. Ou você é isso ou é aquilo. Isso não existe. Somos múltiplos”, apontou ela.

Ao concluir, Juliana deixou claro não ser ‘bolsominion’. “O mundo inteiro tá angustiado, tá desorientado. Aqui, no Brasil, o cenário se complica, porque todo e qualquer assunto é politizado (…). Eu não sou Bolsominion como o pessoal adora falar, quem não me conhece, tenho críticas severas a esse que nos governa, por outro lado não quero que governe o Brasil essa oposição que se insinua para o futuro. Então estou num ambiente onde não me sinto representada por ninguém”, finalizou.

Confira:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio