Aplicativo Scruff (Reprodução)
Aplicativo Scruff (Reprodução)

O aplicativo de relacionamento Scruff anunciou nesta semana que vai retirar o filtro de etnias. A notícia chega logo após a onda de protestos raciais tomar conta dos Estados Unidos.

Através do Twitter, o aplicativo declarou apoio aos protestos anti-racista e criticou a violência policial durante a abordagem que matou o segurança negro Geoge Floyd, na cidade de Minneapolis.

“Nós nos mantemos em solidariedade à luta contra o racismo sistêmico e a opressão história da comunidade negra. Vidas Negras Importam […] Nossa comunidade não é estranha à luta contra um status quo que diz que nós não somos importantes”, declarou o Scruff.


O filtro de etnias é uma das ferramentas mais criticadas pela comunidade LGBT nos aplicativos de relacionamento. Isso por dar a possibilidade de perfis de determinada raça não seja visualizado. A mesma decisão foi tomada pelo Grindr.

“Após os assassinatos de George Floyd, Tony McDade, Breonna Taylor, Ahmaud Arbery e inúmeros outros negros americanos, ficar em silêncio é ser cúmplice.”, completou a plataforma.