Flagra do momento
Flagra do momento (Foto: Reprodução-Facebook)

Nas redes sociais, diversos burburinhos estão rolando em prol do professor de dança, Jayme Marques. Segundo boatos, o educador teria sofrido homofobia por um homem que estava no local. O homofóbico teria agido após o homossexual defender uma atendente de lanchonete em Goiânia.

Aos 31 anos, o rapaz não teria se aguentado diante as ofensas à moça, e ao defendê-lá, também teria se tornado vítima de mais um crime.

Em entrevista ao G1, Jayme explicou melhor sobre a situação e, a grosseria que foi tratado. “Ele falou alguma coisa assim: ‘Você precisa de fazer seu serviço direito, talvez nascendo de novo, mais parecida com um meio-fio [geralmente é pintado de branco] você consiga“, disse ele.


Em seguida, a suposta vítima concluiu detalhando ainda mais a situação; “Começou com ela, por ser uma mulher negra. Depois, se tornou um problema por eu ser gay. Ele queria descontar a raiva em alguém. A primeira pessoa foi a funcionária e depois foi a gente, que estava lá no espaço“, afirmou o homem.