Magno Malta e Bolsonaro (Reprodução)

Após o vereador Carlos Bolsonaro divulgar um vídeo no qual um homem surge batendo pênis de plástico em alusão ao panelaço, foi a vez de Magno Malta, ex-senador, tornar-se um dos assuntos mais comentados do Twitter.

O perfil de Magno, que segundo o próprio foi clonado, por ‘descuido’, divulgou a foto de um pênis em uma publicação que reclamava de censura no Facebook. Após o ocorrido, ele foi às redes sociais e enfatizou que ninguém vai conseguir calá-lo.

“Comunico a todos que tive meu celular clonado e talvez raqueado. Tem uma pessoa se passando por mim, usando meu perfil do Facebook… Já estou tomando as providências. Obrigado”, postou o pastor em imagem em seu Twitter. Ele ainda continuou dizendo: “Se a tentativa é me calar não vão conseguir”.


O assunto, claro, repercutiu – “Eu gostaria de ter morrido antes de 2018. Dessa maneira, eu nao teria visto as rolas do Joao Doria e do Magno Malta”, escreveu um seguidor.