Bandeira LGBT sangrando
Bandeira LGBT sangrando (FOTO: Divulgação)

Em um bar no estado de Kentucky, um homem assumidamente gay, se envolveu em uma briga com o segurança do local, ele não resistiu aos ferimentos, e morreu logo em seguida.

Christopher McKinney, que casou com Nicolas Clark em Outubro de 2019, recebeu um soco e foi nocauteado pela segurança do bar. De acordo com o Poẽ na roda, a vítima chegou a ser atendida, mas não resistiu aos ferimentos. Após o ocorrido muitos frequentadores do lugar estão com medo.

“Não posso voltar ao bar Nowhere até que as coisas mudem. [Pessoas] estão chateadas. Estamos todos feridos”. “Muitas pessoas estão falando sobre o comportamento ríspido da segurança com clientes LGBTs neste local”, disse Darien Dickerson-Green, frequentador do lugar.


Até agora, a polícia investiga e o caso não apresentou evidências de que o recém-casado tenha sido vítima de homofobia. Vale lembrar que recentemente em Salvador, um homem descontrolado, entrou em um bar e agrediu várias pessoas LGBT+, que estavam no local.