Amor é um estado de demência com prazo de validade, diz pesquisa

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se você está amando, todo apaixonado, e acha que este sentimento vai durar para sempre, saiba que está condição pode estar com os dias contados, pelo menos é o que concluíram pesquisadores da Faculdade de Medicina da Unam. Eles acreditam que o amor romântico tem prazo de validade.

O estudo foi liderado por Georgina Montemayor Flores, que comparou o estado em que ficamos mais leves e com borboletas no estômago com uma demência temporal. Ela explica que quando estamos apaixonados, liberamos uma substância que nos faz pensar na pessoa amada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia Mais:

Após receber prêmio, Fernanda Gentil ganha beijo de namorada orgulhosa

Após censura, espetáculo que retrata Jesus trans volta a São Paulo

Porém, Flores acredita que nada disso é passível de durar uma eternidade, e sim, no máximo alguns anos. “Costuma durar no máximo quatro anos ou até que apareça outra pessoa para despertar uma paixão ainda maior.”, afirmou.

Mas calma, não precisa entrar em pânico, e nem torcer o nariz, já que a pesquisadora ressalta que após o período da louca paixão e do romantismo, o afeto entre os casais permanece, mas o amor mesmo ele vai embora. E aí, concordam?

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio