Alemanha proíbe ‘cura gay’: “Homossexualidade não é uma doença”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Conforme já reportamos, a Alemanha está avançando cada vez mais, não só para coibir, mas também para punir práticas de conversão sexual que incluem hipnose e eletrochoque. São inúmeros experimentos e depoimentos que mostram como a prática pode ser danosa para o ser humano.

Eram gritos horríveis. A equipe veio imediatamente me ver e dizer para eu não me preocupar, porque ‘quando o Cristo tira um demônio de um corpo, não é para ir morar em outro’”, conta o repórter Jean-Loup Adénor, que participou de um simulacro onde fingia querer a ‘cura’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Caminhando nessa direção, o governo da Alemanha apoiou, nesta quarta-feira (18), um projeto de lei que pretende punir falsos curadores com penas que incluem prisão. A norma foi celebrada por ativistas e entendedores do assunto.

“Homossexualidade não é uma doença. Então a palavra terapia já é enganadora” disse Jens Spahn, ministro da Saúde. Além do mais, o tratamento, que mexe diretamente com psicológico do indivíduo, muitas vezes, é realizado por líderes religiosos que usam suas convicções morais para legitimar o ato.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio