ACRE: Governo exonera pastor acusado de homofobia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gladson Cameli, governador do Acre, tomou uma decisão após uma polêmica explosiva envolvendo o pastor Nelson de Freitas Correia. Nelson tinha um cargo comissionado na Secretaria de Direitos Humanos e é conhecido popularmente como Nelson da Vitória.

Nelson foi acusado de fazer postagens com teor transfóbico nas mídias sociais e, após a divulgação, recebeu duras críticas de LGBTs e adeptos do movimento. Nelson foi denunciado à Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público do Estado do Acre.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As autoridades do governo do Acre não haviam dado nenhum parecer definitivo até o momento, contudo, após a repercussão do caso, o governo resolveu exonerar o pastor. Na edição desta segunda-feira (17)o governador Gladson Cameli tornou pública a sua decisão, conforme pontuou o AC24h.

Aliás, falando em homofobia, quem resolveu trazer um caso à tona foi o jornalista Matheus Ribeiro. Por meio do Twitter, Matheus tornou pública uma situação vexatória em uma lanchonete, em Brasília.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio