Nelson de Freitas Correia,
Nelson de Freitas Correia (Foto: reprodução)

Gladson Cameli, governador do Acre, tomou uma decisão após uma polêmica explosiva envolvendo o pastor Nelson de Freitas Correia. Nelson tinha um cargo comissionado na Secretaria de Direitos Humanos e é conhecido popularmente como Nelson da Vitória.

Nelson foi acusado de fazer postagens com teor transfóbico nas mídias sociais e, após a divulgação, recebeu duras críticas de LGBTs e adeptos do movimento. Nelson foi denunciado à Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público do Estado do Acre.

As autoridades do governo do Acre não haviam dado nenhum parecer definitivo até o momento, contudo, após a repercussão do caso, o governo resolveu exonerar o pastor. Na edição desta segunda-feira (17)o governador Gladson Cameli tornou pública a sua decisão, conforme pontuou o AC24h.


Aliás, falando em homofobia, quem resolveu trazer um caso à tona foi o jornalista Matheus Ribeiro. Por meio do Twitter, Matheus tornou pública uma situação vexatória em uma lanchonete, em Brasília.