‘Abaporu’, de Tarsila do Amaral, está em exposição inédita do Masp que vai até 23 de julho

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tarsila do Amaral foi uma pintora, desenhista e tradutora brasileira. Foi uma das figuras centrais da pintura e da primeira fase do movimento modernista no Brasil. Tarsila foi inovadora e é atemporal. Contudo, um de seus clássicos será homenageado em uma exposição dedicada à pintora.

Abaporu que, logrou-se como uma das principais obras do período antropofágico do movimento modernista no Brasil. O nome da obra é de origem tupi-guarani que significa “homem que come gente” (canibal ou antropófago), uma junção dos termos aba (homem), pora (gente) e ú (comer). A tela foi pintada por Tarsila em 1928 e oferecida ao seu marido, o escritor Oswald de Andrade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A figura pode apresentar multiplicidade de significados. Tudo vai depender da percepção daquele que aprecia. A cabeça pequena pode designar pouco senso crítico, sinalizando críticas para sociedade da época. O pé grande pode denotar uma conexão do ser humano com a Terra. Sintetizando, não adianta delimitar significados, cada ser humano tem uma ótica.E

Em suma, segundo os curadores, Tarsila Populararticula quase cinco décadas da produção de Tarsila com questões políticas, sociais e raciais da cultura brasileira e do modernismo.

Exposição Tarsila Popular

De 5 de abril a 23 de junho de 2019
Endereço: avenida Paulista, 1578, São Paulo – SP
Horários: quarta a domingo: das 10h às 18h (bilheteria aberta até as 17h30); terça-feira: das 10h às 20h (bilheteria até 19h30)
Ingressos: R$ 40 (entrada); R$ 20 (meia-entrada)

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio