Carteira de Trabalho LGBT
Carteira de Trabalho LGBT (Imagem: Ilustração)

Conseguir um emprego sendo um LGBTQIA+, é quase que um desafio, já que as oportunidades não são nada similares. Segundo o Põe na Roda, um levantamento do programa “Demitindo Preconceitos”, revelou que em menos da metade do Brasil, apenas em 14 estados, os empregados falam abertamente sobre suas orientações sexuais no trabalho.

Com apenas 47% LGBTQIA+, declarados, a pesquisa também descobriu que 38% das empresas, contam com grandes limitações na hora de contratar um profissional que não é héterossexual.

Ainda segundo as informações, o portal de notícias G1, solicitou o número exato, de profissionais que são LGBTQIA+, mas não obteve sucesso, com a resposta do ministério, de não ter ciência de quantas pessoas se enquadram na sigla.


Por fim, vale citar que há uma pesquisa em processo de desenvolvimento, que analisará dados, de transexuais nas universidades do Brasil, que não obtendo do pessimismo, deverá assustar, com baixos números.