As inscrições começam no dia 15 de julho e vão até o dia 24 (Foto Ilustrativa)
Bandeira Trans (Foto Ilustrativa)

Nesta sexta-feira (29), em celebração ao Dia Nacional da Visibilidade Trans, ONG Impulse Rio vai expor nas escadarias da Alerj 25 banners com fotos de personalidades transexuais e travestis que contribuíram para construção do movimento transgênero, seja, na militância social e vida política, nas artes e cultura, educação, sociedade civil, na luta pela igualdade racial, entre outras áreas homenageadas.

A ação vai fazer parte de um conjunto de atividades organizada pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA), a partir das 17h na Assembleia Legislativa do Rio.

Entre as personalidades trans que receberão homenagem na Alerj, estão: Brenda Lee, primeira militante transexual brasileira que foi pioneira na luta contra a AIDS; Erika Hilton a primeira vereadora negra e travestigênete eleita pela cidade de São Paulo; a travesti baiana Keyla Simpson militante pelas pessoas trans da terceira idade; João Nery, o primeiro homem trans no Brasil que passou o pela redesignação sexual; Indianara Siqueira; Duda Salabert; Erika Malunguinho e Marsha P. Jonhson-  entre outros nomes de expressão que marcaram a luta do movimento social LGBT.


Segundo o presidente da Impulse Rio, JC Gomes, o evento procura relembrar a luta de cada uma dessas personalidades no cenário trans do Brasil. “A ação simbólica de retratar através de imagens a presença de todas essas pessoas que fazem parte dessa história nas escadarias da Alerj tem como foco relembrar a luta de cada uma dessas pessoas, mesmo que seja uma homenagem póstuma. Não podemos esquecer que o Brasil é o país que mais assassina homens e mulheres transexuais no mundo e, promovem, um verdadeiro massacre às travestis, como exemplo, do caso Dandara, morta cruelmente no Ceará”, relembrou.

As imagens ficarão expostas durante todo o ato do Dia de Visibilidade Trans nas escadarias da Alerj, e após o ato o material será doado para Casa Nem (espaço que abriga LGBTs em vulnerabilidade e situação de rua), onde deverá ganhar uma galeria para visita permanente.