Yaakov Litzman (Reprodução)
Yaakov Litzman (Reprodução)

Foi divulgado nesta terça-feira (7), que o ministro da saúde de Israel, Yaakov Litzman foi testado positivo para o coronavírus. O caso surge logo após o político afirmar que o Covid-19 seria um “castigo gay”.

Em um de seus discursos sobre os planos de combate ao coronavírus, Yaakov Litzman chegou a dizer que o Covid-19 “é um castigo divino contra a homossexualidade”.

Antes de ser testado positivo, o ministro foi visto algumas vezes rezando nas casas de membros de sua congregação, apesar do próprio ministério da saúde do país recomendar o isolamento social.


Ainda conforme a imprensa local, além de se contaminar, Yaakov também infectou sua esposa, Chava. Por conta dos resultados, funcionários do governo foram forçados a ficarem de quarentena por, pelo menos, 15 dias.