Coletivo Juntas
Codeputadas do Coletivo Juntas (Foto: site Juntas.com.br)

A pandemia de coronavírus está fazendo com que partidos e coletivos se mobilizem a favor de pessoas que vivem em extrema pobreza. É o caso do Coletivo Juntas, criado por codeputadas de Pernambuco, que decidiu remanejar 57% das Emendas Parlamentares impositivas que o mandato dispõe para apoiar famílias em situação de extrema pobreza.

O foco do auxílio são os ambulantes, população encarcerada e população em situação de rua. O valor corresponde a um total de R$ 1.078.400,00, sendo R$ 983.400,00 para o Fundo Estadual de Assistência Social e R$ 95.000,00 para o Instituto Agronômico de Pernambuco.

Segundo a Folha de Pernambuco, o remanejamento foi realizado neste último dia 30, via sistema de Alepe Trâmite (sistema informatizado) e será posteriormente divulgado no Diário Oficial.


Receberão recursos os municípios do Recife, Afogados da Ingazeira, Jaboatão dos Guararapes, Caruaru, Surubim, Passira, Cabo de Santo Agostinho, Petrolina, Petrolândia, Olinda, Igarassu e municípios do Sertão do Pajeú.

Os outros 43% das Emendas das Juntas foram mantidos como na origem, sendo destinadas à cultura, educação, população LGBT, saúde, trabalho informal, ação para mulheres, segurança pública e população indígena.

As Emendas Parlamentares são um instrumento que mandatos possuem para participar da elaboração anual do orçamento do Poder Executivo pelo qual o legislativo tem condições de melhorar o destino dos recursos públicos que o estado administra.