Após emitir comunicado de que manteria suas instalações em atividade durante a quarentena do Coronavírus, a sauna gay Chilli Pepper Single Hotel mudou de ideia e de maneira responsável decidiu voltar atrás.

Com a justificativa de que possuía ventilação em toda sua área e de que estava medindo a temperatura dos visitantes (?) a empresa afirmava que possuía um ambiente seguro para que os usuários pudessem usar a sauna.

Mas tais afirmações não foram bem vistas pelo público, que repercutiu negativamente nas redes sociais, o que motivou a publicação do Observatório G mais cedo, informando sobre o fato.


Pouco tempo depois, a Chilli Pepper, excluiu o comunicado das redes sociais e emitiu uma nova nota informando seu fechamento por tempo indeterminado a partir do dia 20 de março:

Tal medida de fechamento, sob recomendação das autoridades públicas, é uma decisão de bom senso coletivo e responsabilidade com a saúde pública, já que a sauna tem capacidade para mais de 500 e é famosa por receber muitos turistas do mundo inteiro.

O Ministério da Saúde recomendou, desde o dia 4 deste mês, o fechamento temporário de estabelecimentos que aglomerem mais de 50 pessoas, com exceção de comércios que prestam serviço ou vendem produtos de necessidade básica, como farmácias e supermercados.