Presidiária trans, Susy de Oliveira (Reprodução/TVGlobo)
Presidiária trans, Susy de Oliveira (Reprodução/TVGlobo)

Uma advogada abriu uma vaquinha solidária para arrecadar fundos para a presidiária trans Susy de Oliveira, que teve sua história contada no último domingo (1), através de uma matéria do Fantástico.

Em entrevista ao jornal Extra, Camila Ribeiro, que mora em Porto Alegre, comentou que ficou bastante abalada com a situação da detenta e que pretende visita-la em São Paulo ainda este mês

A vaquinha, que originalmente tinha o objetivo arrecadar cerca de R$ 2.000, já marca mais de R$ 3.000 reais. Apesar de ter superado a meta, Camila afirmou que ainda não sabe o que fazer com a quantia.


“Existem regras dentro dos presídios, como cor de sabonete, tipo de creme dental… Seria legal também levar coisas que possam dar à elas uma forma de fazer um dinheirinho. Uma chapinha de cabelo para alguém fazer nas colegas e cobrar. Não é só doar, mas instrumentalizar”, explicou.

“Como profissional, tenho o privilégio de entrar no presídio sem a burocracia de um visitante comum. E quero ler o processo dela. Isso, claro, se ela quiser. O mais importante é a Susy e outras presas saberem que são queridas e podem ser ajudadas aqui fora”, completou.

Caso queira participar da campanha e doar alguma quantia, acesse este link!