Cantora Valente Foto:reprodução

A cantora transexual Valéria Barcellos de 40 anos contou um pouquinho de como tem sido lutar contra o “quarto signo”, forma que ela chama o câncer. E segundo o G1, a artista tem recebido apoio de amigos para voltar aos palcos.

” Eu já fui agredida na rua, já fui esfaqueada, sofri bullying na adolescência, sofri violência sexual durante muitos anos, então é só mais uma coisa que eu certamente eu vou tirar de letra porque isso ainda tem remédio”, disse Valéria sobre lidar com situações piores durante toda vida.

A página “Transradioativa”, foi criada para compartilhar textos e relatos que escreveu durante suas sessões de quimioterapia, fora as fotos que fez enquanto estava internada no hospital durante 20 dias.


Ela encara a situação por outro patamar, e para isso ela contou com a ajuda e o apoio de amigos, assim Barcellos “tenta transformar tudo em arte”. “Talvez, e eu acredito muito nisso, essa doença veio para me dizer ‘você não está dando o devido valor às coisas que você tem! Para, boba, tu andava muito reclamona!’. Realmente, eu reclamava muito que eu não acontecia na carreira, que eu não acontecia e o show [VALente] calou a minha boca de uma maneira muito veemente”, diz a cantora.

Além disso ela também faz um apelo ao respeito, porque muitas pessoas trans deixam de prosseguir com tratamentos ou ir em médicos graças ao constrangimento que sofrem. “A gente precisa de respeito, não preciso que tu aceite o meu gênero ou a minha sexualidade, não. Não preciso realmente, não tô te pedindo em namoro, eu só tô querendo que tu me respeite enquanto pessoa, enquanto cidadã que paga imposto, que usa o serviço público”