A pastora Alexya Salvador
A pastora Alexya Salvador Foto:reprodução

Mais uma mulher trans ameaçada. ” O sistema da morte me ronda 24 horas por dia” declarou a primeira reverenda transexual da América Latina, que atua na Igreja da Comunidade Metropolitana- ICM.

A pastora Alexya Salvador de 39 anos, conta abertamente que recebe todas as pessoas em sua igreja. Muitos LGBTS que querem cometer suicídio, e travestis que apanharam após programa sexual.

Alexya Salvador é casada e tem três filhos, todos adotados, duas meninas trans, Dayse de 8 anos e Ana Maria de 13. Mas ela conta que também foi difícil o processo de se aceitar até chegar na mudança de sexo.


Você sabia que Deus abomina os gays? Você sabia que vai para o inferno?”, perguntou ele. Alexya, na época ainda sem expressar sua identidade de gênero, respondeu: “Mas eu não sou gay”, foi a conversa que mais marcou para ela, quando tinha ainda 14 anos e participava de um grupo de jovens na Igreja que frequentava.

De acordo com o Universa, no final do ano de 2011 ela passou pela transição, já estava casada e pensou que o marido iria embora “mas me falou que ficaria ao meu lado”, conta Alexya Salvador.