Neste ano a lei contra a LGBTfobia foi aprovada no Brasil (Foto Ilustrativa)
Neste ano a lei contra a LGBTfobia foi aprovada no Brasil (Foto Ilustrativa)

Em um ano pelo qual alguns países foram tomados pelo conservadorismo e retrocesso em questões que dizem respeito aos direitos humanos, ainda assim a comunidade LGBTQ+ teve pelo o que comemorar.

Mesmo que timidamente, diversas localidades por todo o mundo teve avanços para algumas siglas da comunidade. Seja de aprovação de casamento igualitário, até benefícios para pessoas transgênero.

A fim de celebrar as mais diversas novidades envolvendo a comunidade LGBT+ por todo o mundo, o Observatório G preparou uma lista com os fatos políticos mais marcantes que aconteceram neste ano.


No Brasil, o destaque deste ano vai para a aprovação da lei contra LGBTfobia. A nova norma foi aprovada por 8 votos a 3, através de uma votação no Superior Tribunal Federal (STF). Com isso, o crime de LGBTfobia foi equiparado ao de racismo.

Casamento gay Taiwan

A lei foi aprovada por 66 votos a favor e 27 (Reprodução)
A lei foi aprovada por 66 votos a favor e 27 (Reprodução)

Após conspirações de votos a favor, o Parlamento de Taiwan aprovou em maio deste ano o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O país se tornou o primeiro do continente asiático a aceitar o casamento gay.

Batalha contra a “cura gay” no EUA

O ano de 2019 ficou marcado nos Estados Unidos pela batalha contra as terapias de reversão sexual, a chamada “cura gay”, no país. Diversos estados votaram leis que proibiam a pratica em seus territórios.

Erica Malunguinho tomou posse como deputada estadual

Erica Malunguinho
Erica Malunguinho (Divulgação)

Completando o feito conquistado no ano passado, a deputada estadual Erica Malunguinho tomou posse neste ano e se tornou comprovadamente a primeira deputada trans negra de São Paulo. O mandato da parlamentar ficou marcado ainda pela luta contra transfobia na Alesp

Salvador aprova lei que impede homofobia nos estabelecimentos

Após ser protagonista de um caso de homofobia que repercutiu nacionalmente, a cidade de Salvador aprovou o projeto de Lei Teu Nascimento, que pune os estabelecimentos de Salvador que praticarem homofobia.

Escócia concede perdão a homens gays presos no passado

Mesmo sendo uma grande referência quanto a assuntos que envolvam os direitos da comunidade LGBT+, só depois de mais de 30 anos a Escócia decidiu perdoar pessoas que foram presas por serem LGBTs.

OAB decide punir associados homofóbicos

Carteira OAB
Carteira OAB [Foto: Reprodução/Intenret]

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tomou uma decisão histórica neste ano. Isso porque os bacharéis em direito com histórico de violência contra LGBTs não irão mais conseguir integrar o quadro de advogados da instituição.

De acordo com a proposta do conselheiro, pessoas com atitudes LGBTfóbicas “são desprovidas de idoneidade moral”, para fazerem parte da OAB.

Avanço investigação caso Marielle

Mesmo depois de dois anos de investigação, poucas informações foram descobertas pela polícia do Rio de Janeiro, quanto ao assassinato da vereadora Marille Franco. No entanto, em passos lentos, novas informações são obtidas. No entanto, a polícia ainda buscar saber a principal resposta: Quem mandou matar Marielle?

Inclusão de nome social nos documentos civis

Apesar de ter sido um ano cheio de tabus sendo restabelecidos, os transgêneros brasileiros conseguiram conquistar um direito importante: documentos. Diversos estados permitiram a inclusão de nome social nos documentos civis.