Lubeka
Lubeka (Caue Tarnadoswski)

Seguindo a máxima de que o tempo tudo cura e é preciso aprender com a própria bagagem pregressa para seguir em frente, Lubeka faz da canção uma reflexão sobre memória. O clipe se desenvolve durante uma viagem de carro, onde o artista é passageiro e, ao mesmo tempo, protagonista. Entre lembranças do passado, ele chega ao seu destino final, tendo se libertado do que o mantinha ligado ao passado.

“Essa música foi composta há um ano e fala sobre a vida que está em ciclos contínuos, sobre perdão e esquecer as mágoas do passado. Então, no clipe, queríamos passar essas mensagens, há vários objetos ligados a essa memória, que representam várias coisas como religião, sexualidade, infância e etc”, explica Lubeka.

Cantor, compositor e cidadão do mundo, ele é um goiano radicado nos Estados Unidos após uma passagem por Portugal. O projeto surgiu em 2018, com o artista transformando suas experiências em canções. Seja usando faixas referências para ele, como “Dancing on My Own” (Robyn) e “Too Good at Goodbyes” (Sam Smith), o artista cria canções dialogando com o pop alternativo e o R&B com as experiências de ser um homem negro, latino e membro da comunidade LGBTQ+.


“Esse single representa uma maior maturidade sonora, e mais profissional de tudo que já fiz até agora. Até então lancei covers e três músicas autorais, mas nada próximo a esse nível de produção musical ou videoclipe. É uma música muito importante pois representa o iniciar de um novo ciclo enquanto artista”, reflete.