Jefferson Foto:reprodução

Jefferson Cruz foi agredido em sua cidade natal Recife, em uma festa em 2018. Espancado pelo crime de homofobia, desde então o moço luta para conseguir se recuperar. Uma vaquinha agora é a iniciativa para o ajudar a custear os medicamentos.

O agressor que se encontra preso, espancou, estuprou e apedrejou Jeff. A vítima após dois anos do crime, está acamada, e com muitas sequelas do crime. Maria do Céu, ativista pelas causas LGBTQ+ visitou Jeff, e fez um pedido a seus seguidores.

Para colaborarem com qualquer quantia para recuperação dele, foi criado um Instagram e é possível acompanhar as melhoras do jovem agredido, e saber o desemprenho da vaquinha.


Recentemente, mais um jovem foi vítima de homofobia. O moço foi alugar um quarto, e teve como resposta que o quarto era priorizado para ser destinado somente a homens héteros. “Sem problemas com sua sexualidade ele disse não e recebeu a resposta: “não é por preconceito nem nada, mas eu prefiro alugar para hétero“.