Bandeira LGBT sangrando
Bandeira LGBT sangrando (FOTO: Divulgação)

As câmeras de seguranças de um edifício da W3 Norte, de acordo com o Correio Braziliense flagraram as imagens do momento que a travesti Ana Clara Lima de apenas 36 anos foi assassinada, na última sexta-feira, 17 de janeiro em Brasília.

A câmera de segurança exibe perfeitamente, a moça que foi assassinada com 3 amigas. O suspeito conhecido como Coruja ainda não foi encontrado e sequer detido pela polícia.

No momento da filmagem, é nítido que na madrugada, um carro cor preta para próximo a um comércio e minutos depois, a vítima mais 3 meninas saem do carro e começam a correr rumo a W3.


É provável que depois de ser esfaqueada, as quatro amigas tenham voltado ao carro, e nesse momento o criminoso teria agredido outra moça. O criminoso tem passagens pela polícia por furto, estelionato, e já estuprou uma garota de programa.