Ator pornô gay Armond Rizzo (Reprodução)
Ator pornô gay Armond Rizzo (Reprodução)

E mais uma polêmica do mundo pornô tomou conta das redes sociais nesta semana. Desta vez o caso surgiu através do ator pornô gay Armond Rizzo, que denunciou que passivos ganham menos que ativos em algumas produtoras de filmes adultos.

Através de uma publicação no Twitter, Rizzo fez um comunicado voltado para a empresa BlacksOnBoys, mas afirmou que a prática é seguida também por outras produtoras de filmes eróticos.

“Para BlacksOnBoys se você está se perguntando qual é a minha resposta para trabalhar para você, acho que você é inteligente o suficiente para saber disso, será um grande NÃO, OBRIGADO!”, disparou o ator, que é um dos mais famosos do ramo.


“Não me importo que você tenha aumentado minha taxa. É injusto você pagar menos e por isso me recuso a trabalhar para você!”, completou ele, que logo em seguida foi amparado por fãs e colegas de trabalho.

O ator pornô Blatino Bottom aproveitou a discussão sobre abusos na indústria pornográfica, para falar sobre uma experiência constrangedora que teve com a mesma empresa. Segundo o astro, ele sentiu que foi sexualizado por ser um homem negro.

“Trabalhei pra BlacksOnBoys como ativo. Preferia ter feito passivo, mas eles não queriam nem saber de atores negros fazendo passivo! Honestamente, nem sabia que passivos ganhavam menos!”, relatou.