Rafael Dias
Rafael Dias, 33 anos, levou um tiro no rosto (Reprodução)

Um homem de 89 anos foi preso em flagrante neste domingo (22), após dar três tiros de arma de fogo em um vizinho gay, em um prédio no Centro de São Paulo. O caso foi registrado como tentativa de homicídio.

Segundo informações do site G1, testemunhas afirmaram que o atirador, identificado como A.Abdo, teve uma discussão com a vítima, Rafael Dias, no dia anterior. Ele teria afirmado que “viados têm que morrer e levar bala”.

“Na noite do sábado (21), a gente fez uma festa no condomínio. Um morador começou a reclamar do som alto, porém a gente estava dentro das regras, de som até as 22h. Ele começou a nos ameaçar. Disse ‘seu bando de viado, desliga isso, vou descer aí e atirar em vocês'”, relatou Anderson Oliveira, namorado de Rafael.


Rafael foi atingido por um dos três tiros na região do maxilar. Após a tentativa de homicídio, ele foi socorrido e encaminhado para Santa Casa de Misericórdia, no bairro da Santa Cecília. A vítima passa bem.

O homem, que é policial aposentado, chegou a ser preso em flagrante, no entanto foi solto na tarde desta segunda-feira (23). Rafael já procurou uma delegacia para que o crime seja autuado como crime de homofobia.

A partir de agora, o agressor terá que manter distância mínima de 300 metros da vítima e não manter nenhum tipo de contato, não portar armas, manter endereço fixo e comparecer à Justiça para prestar depoimento.