Bandeira LGBT sangrando
Bandeira LGBT sangrando (FOTO: Divulgação)

Nicolle Souza de 24 anos morreu no dia 13 desse mês após ficar dois dias internada no Hospital das Clínicas em Marília. A jovem transexual trabalhava como cabeleireira na cidade e o caso está em investigação.

Nicolle tinha 24 anos e morreu após ficar internada dois dias no HC de Marília — Foto: Facebook/ Reprodução
Foto:Facebook/Reprodução

Segundo o site de notícias do G1, a aplicação foi feita na casa da vítima. Ainda não se sabe até o momento quem foi o responsável pelo uso do material ilegal. Foi aplicado na moça, o silicone industrial que é proibido pela Anvisa de ser usado para meios estéticos.

A jovem teria aplicado a substancia nas regiões dos seios, coxas e nos glúteos, os médicos alegam que Nicolle teve reação ao procedimento. A Polícia Civil responsável pelo caso, relata que a morte da jovem foi registrada como suspeita, dois dias após dar entrada no hospital.


Ainda não há suspeitos e o caso continua em aberto. Nos últimos dias, mais uma transexual foi morta no Rio Grande Do Sul. Verônica de Oliveira de 40 anos, foi assassinada e velada na Câmara de Deputados.