Jean Wyllys
Jean Wyllys (FOTO: Reprodução/Instagram)

Opinando sempre sobre assuntos de cunho político, desta vez, Jean Wyllys resolveu se posicionar, através de seu blog, sobre as agressões, motivadas por homofobia, que, infelizmente, acometeram a bolsonarista Karol Eller.

Sobre como uma fascista lésbica é vítima da homofobia que sempre negou“, começa ele logo no título do artigo. “Lésbica, Karol fez e faz parte do time de LGBTs que se prestaram e se prestam a passar pano ou a negar a homofobia de Bolsonaro e da extrema-direita brasileira, e a atacar o movimento LGBT, negando a existência da homolesbotransfobia no Brasil e acusando as pessoas que denunciam essa violência de “vitimistas”.

“Mas a vida é real e é de viés, e, por isso, assim como o vereador Fernando Feriado e o humorista Evandro dos Santos – dois outros homossexuais cheios de homofobia internalizada e que uivaram e uivam com os lobos homofóbicos na esperança vã de que estes lhes poupem – Karol aprendeu da pior maneira que, sim, a homofobia existe e que os homofóbicos estão se sentindo mais livres para perpetrar violências contra LGBTs desde que a extrema-direita se tornou hegemonia política e Bolsonaro venceu as eleições no Brasil”, enfatiza.


Seja qual for a postura de Karol “Eller” – se vai despertar ou se seguirá uivando com os lobos – deixo aqui minha solidariedade a ela, a solidariedade que ela nunca teve em relação a mim nem a outras vítimas da homofobia alimentada pelo governo que ele ajudou a eleger”, finalizou.