Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro (Divulgação)

Através de uma entrevista dada a uma emissora de TV de Israel, Edurado Bolsonaro foi indagado sobre falas do pai, Jair Bolsonaro, interpretadas como homofóbicas. Nesse sentido, ele respondeu de uma forma, digamos, ‘bem singular’.

“Não me importo. Se você diz que só é preciso amor para ser uma família, você vai dizer que eu e meu cachorro, eu amo meu cachorro, somos uma família. Entende? Você abre a porta para muitas coisas”, disse Eduardo.

Vale mencionar que o presidente Bolsonaro já enfatizou inúmeras vezes que, para ele, o que vale é o previsto na CF, que preceitua família como uma configuração formada somente por homem e mulher.


A saber, Eduardo, recentemente, ressaltou que homofobia só existe para chamarem seu pai de homofóbico.“Antigamente nem existia essa palavra ‘homofobia’. Hoje em dia só existe a palavra para você dizer que o Bolsonaro e o pessoal da direita é homofóbico”, disse.