A cartunista Laerte
A cartunista Laerte (Foto: Divulgação)

Uma das artistas convidadas para participar do painel Prime da CCXP nesta quinta-feira (5), a cartunista Laerte Coutinho confessou ter medo do governo Bolsonaro, por ele ser muito autoritário. Com informações do site Uol.

Segundo a artista, as ações políticas do atual governo brasileiro acabam dando espaço para que arte seja mais radical. “Humor doutrinador? Acho que às vezes é necessário induzir determinada resposta política”, iniciou.

“Em momentos de campanha, momento de denúncia. Algumas vezes você precisa engajar. Não gosto muito disso, pessoalmente. Prefiro trabalhar o autoquestionamento. Em me surpreender no meu trabalho”, completou.


“Claro que eu tenho medo dele. Quem tem c* (tem medo), né?”, brincou a artista, que foi um dos destaques do movimento trans desta década. Em outro momento ela denomina o governo como fascista.

“Mas vejo que essa evidência do autoritarismo pode servir para gente conduzir uma frente de enfrentamento a esse fascismo. Porque é fascismo, sim. Embebido em fanatismo religioso, machismo, racismo. Um repertório banhado de ódio”, disparou.