Alexandre Frota
Alexandre Frota (Foto: Michel Jesus - Câmara)

O deputado federal Alexandre Frota (PSL) encerrou o processo no qual enfrentava na justiça contra um calote feito à uma boate gay de Brasília. As informações são da coluna Guilherme Amado, da revista Época.

Conforme à publicação, Frota formalizou um acordo de R$ 50 mil reais com a empresa que o processava desde 2007. O deputado já chegou a ser ameaçado de ter seu salário de deputado bloqueado pela justiça.

A briga se iniciou quando Alexandre foi contratado para participar da Festa do Orgulho Gay em Brasília, naquele ano ele ainda era reconhecido como uma das grandes estrelas do pornô nacional.


Na época, Frota assinou o contrato por R$ 2 mil, mas acabou não comparecendo ao evento, como o combinado. Prejudicada, a organização da festa recorreu pedindo danos materiais e morais. O valor que começou com R$ 30 mil, foi parar em mais de R$ 80 mil.

No ano passado o ex-ator pornô até chegou a se pronunciar sobre o caso. Recém-eleito, Frota teve ameaça de prender seus bens não consumada, já que seu salário de deputado já estava comprometido com outras dívidas.