Bandeira do Orgulho Trans.

Conforme reportamos, uma travesti foi agredida com socos, chutes e pauladas por alguns rapazes, enquanto duas mulheres filmavam o ocorrido. O espancamento aconteceu no bairro de Vila Velha, em Fortaleza.

Nesse sentido, após a investigação da polícia e o próprio vídeo que foi gravado pelos agressores, autoridades conseguiram chegar até os autores da ação, que afirmaram que o crime aconteceu porque a travesti praticava roubo nas redondezas.

“O que a gente tem, até o momento, é que esse crime ocorreu em virtude de disputa por pontos de clientes, que ali é um ponto de prostituição, onde há divergências em busca de clientes. Não está relacionado a questões homofóbicas”, disse o delegado do 17º Distrito Policial, Carlos Eduardo.


Além do mais, dois dos autores que aparecem nas imagens são adolescentes e já foram devidamente encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) nesta quinta (5).