O gasto de turistas LGBTs é 30% maior em relação a outros viajantes (Ilustrativa)
O gasto de turistas LGBTs é 30% maior em relação a outros viajantes (Ilustrativa)

O número só cresce, mas, de acordo com a Organização Mundial do Comércio (OMC), o mercado LGBT tem um potencial de consumo de 3 trilhões de dólares ao ano, já o turismo lgbt movimenta 100 bi dólares por ano nos EUA, 50 bi de euros na Europa e 150 bi de reais no Brasil. Alex Bernardes, diretor comercial, através da palestra “O crescimento e as oportunidades do Turismo LGBT no Brasil e no mundo”, suscitou uma reflexão comercial no público, induzindo os presentes a pensarem em soluções para atrair esse público para pontos turísticos no país.

O evento ocorreu no centro de convenções do estado de Mato Grosso do Sul. No Brasil, o segmento do turismo LGBT está se potencializando cada vez mais. A Parada de SP, por exemplo, movimentou 403 milhões em SP.

Além do mais, um estudo elaborado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), constatou que o turismo LGBT é um dos segmentos que mais fatura no Brasil.


Empresas que se intitulam gay friendly e trans friendly, ou seja, que são hospitaleiras e respeitosas com o público LGBT, estão entre os itens mais buscados em épocas de lazer e para o consumo.